Festival Caça Bandas [2010]

Não é de hoje que Brasília é conhecida por ser um celeiro musical, especialmente no pop e rock nacional. Sempre estão surgindo novos artistas ou bandas que acabam despontando no país e até mundo afora. E para dar mais uma chance a esses músicos que ainda não foram descobertos, será lançada a segunda edição do Festival Caça-Bandas – Viva o novo, projeto que justamente busca revelar cantores, compositores e bandas que revolucionem a cena musical da capital federal. “A nossa intenção é fazer, produzir e disponibilizar música. E em todos os gêneros, não só no pop e rock”, salienta Gustavo Vasconcellos, da GRV Mídia & Entretenimento.

Segundo ele, essa exigência do número de composições demonstra que os organizadores do evento têm preocupação com o conteúdo musical e querem também sentir o empenho dos novos artistas nesse aspecto. “Quando realizamos a primeira edição, a gente se deparava com uma ou duas músicas de cada participante. Eles apresentavam isso e mais nada. A partir do momento em que exigimos pelo menos quatro faixas, a gente quer investir para realmente disponibilizar um conteúdo musical brasiliense. A gente tem uma série de oportunidades para isso, como conteúdo para telefonia celular, por exemplo. O nosso objetivo é disponibilizar música mundo afora”, destaca. A única ressalva é que as faixas enviadas não podem já ter sido produzidas e lançadas comercialmente em Brasília ou em qualquer outro lugar.

Gravação

O Festival Caça-Bandas vai ser realizado no UK Brasil, todas as três primeiras terças-feiras de março a dezembro de 2010, sendo que o primeiro show acontece em 2 de março. A cada noite, três artistas ou bandas se apresentarão, sendo que um desses será escolhido mensalmente para gravar uma faixa musical. No final do ano, será lançado um CD com 10 músicas da segunda edição da série Festival Caça-Bandas com todos os vencedores de cada mês. Gustavo Vasconcellos diz que a votação acontece em três etapas: público ao vivo, que assistiu aos shows, voto dos organizadores e também a votação pela internet. “Cada um terá o seu peso. O voto do público é o que conta mais, seguido pelos organizadores e depois a internet. Acho que é uma maneira mais democrática de se eleger os vencedores de cada semana e cada mês”, opina.

Ele acrescenta que realizar esse festival é uma maneira de mostrar o que se tem produzido de qualidade em Brasília e também em Goiás, além de oferecer uma oportunidade para as bandas e artistas gravarem seus trabalhos pela primeira vez. “Na edição de 2006, muitos dos participantes tiveram a chance de registrar pela primeira vez as suas músicas e tiveram uma inserção fonográfica não só aqui, como em outras cidades e até em outros países. Muitas dessas bandas que se destacaram na época ainda estão aí, como o Piramidis, O João Ninguém. O CD daquela edição ficou bem eclético, com todos os ritmos e estilos e certamente essa segunda edição vai ter um resultado muito positivo também”, acredita.

A lista com todos os participantes do festival será disponibilizada em 15 de fevereiro nos sites do UK Brasil e da GRV.

Galeria

Edições realizadas

FCB 2006

A primeira edição do Caça-Bandas, que aconteceu em 2006, teve um formato diferente e foi realizada com bandas e artistas convidados.

Mais detalhes

FCB 2010

Viva o novo, projeto que justamente busca revelar cantores, compositores e bandas que revolucionem a cena musical da capital federal.

Mais detalhes

FCB 2011/2012

A terceira edição do evento oferece 78 vagas para bandas e prioriza a música autoral, inédita, de Brasília.

Mais detalhes
2461 Músicas distribuídas
461 Obras Sob Administração
4089 Shows Realizados
130 Projetos Executados
11 Projetos Captados
76 Projetos Elaborados