PPM 2016 | Lei Rouanet

PPM

O PPM 2016 aconteceu, enalteceu e reconheceu…

Pelo segundo ano consecutivo, a capital federal recebeu representantes de relevantes instituições e profissionais do Brasil e do exterior para o Prêmio Profissionais da Música (PPM): uma iniciativa pioneira que tem como objetivo reconhecer e expandir a contribuição de todos os profissionais envolvidos na criação, na produção e na circulação de obras de arte, a partir da matéria-prima música.

Com o tema “Música: o futuro do presente no Brasil e no mundo”, o PPM 2016 apresentou, em três dias, uma extensa programação composta por um painel, sete workshops e oito talk shows nas salas de conferência. O evento dedicou duas noites à premiação de 40 categorias de profissionais da Criação, da Produção e da Convergência da música, além de um troféu especial a um artista ou empresa com maior engajamento digital, numa parceria pioneira com a empresa carioca de tecnologia Zamus. O Prêmio também brindou os participantes com cinco showcases na sala principal, sendo duas atrações internacionais, duas nacionais e uma brasiliense.

Na primeira edição, ocorrida em abril de 2015, foi homenageamos Renato Russo, o músico e empresário Roberto Ribas e o poeta e agitador cultural Jorge Ferreira. Este ano o homenageado também foi grandioso: Fernando Brant. O saudoso compositor mineiro, falecido em 2015, batizou o troféu entregue aos premiados e foi lembrado também com uma exposição com destaques de sua tragetória e exibição de um documentário.

Os premiados foram escolhidos, de forma inédita, por meio de uma ampla votação, apenas no site do evento, envolvendo profissionais previamente cadastros, público e corpo de notáveis jurados: Daniel Zukko, da Z.com; o músico Tião Rodrigues; Mauricio Bussab, da Tratore; Afonso Marcondes, da Sync Originals; Enrico De Paoli, dos estúdios Incrível Mundo; Depa, da Som Livre; a cantora e compositora Carmem Manfredini; Thomas Roth, da Lua Nova/Elemess; Tiago Pezão, do Coletivo Criolina; Roberto Menescal, da Albratroz Music; Lelo Nirvana, da EBC; Henrique Fares, da Deezer; Gian Uncello, da MixRadio; Felippe Llerena, da Nikita Digital; David McLoughlin, da Antena, BM&A e Áudio Porto; e Roberta Pate, da Spotify. (POR UMA QUESTÃO DE COERÊNCIA OU APRESENTAMOS A PROFISSÃO DE TODOS OU DE NENHUM).

Foi este o “espírito” do Prêmio Profissionais da Música 2016: de todos, com todos e para todos! O alcance do PPM foi ainda maior graças à TV Cultura de São Paulo, que através do tradicional programa Metrópolis levou ao conhecimento de seus telespectadores o desenvolvimento de um projeto apontado para o futuro a partir do simples encontro de gerações, sons e emoções. Em pauta, a relevância de criadores locais, nacionais e internacionais presentes, circulando pelo evento e acessíveis a todos, sem áreas vips ou cordões de isolamento.

Viva Fernando Brant, que certa vez nos presenteou com o seguinte verso: “Há que se cuidar da vida, Há que se cuidar do mundo”

Maiores informações:  www.ppm.art.br
Facebook: www.facebook.com/premiopm | Instagran: @premiopm | YouTube: Music Pro Awards | Twitter: @premiopm

Categorias: Elaboração de projetos, Lei Rouanet